Guia de Terapias Naturais e Alternativas : descubra o benefício destas práticas e porque elas vem ganhando cada vez mais adeptos – parte 1

As Terapias Naturais e Alternativas vem ganhando muito espaço em todo o mundo. Hoje em dia é muito comum pessoas falarem que praticam a meditação, pilates, yoga ou acupuntura. O que está acontecendo é que a medicina convencional não é abrangente no sentido de tratar o ser humano como um todo e é isso o que as pessoas procuram nas terapias alternativas. Se por um lado estas técnicas não tem tanta comprovação científica, podemos reparar que as pessoas estão bem mais satisfeitas com este tipo de prática do que com o uso excessivo de remédios e também com o mal estar causado do efeito colateral destes remédios. A acupuntura por exemplo teve um aumento próximo de 500 % nos últimos anos, o que é uma prova da sua eficácia, pois mesmo não tendo comprovação científica já é considerado uma especialidade médica. Existem muitos tesouros naturais que Deus nos proporciona, entre eles a luz do sol, frutas, legumes, água pura etc. Eu acredito que assim como recursos da medicina os ajudam, as terapias naturais vieram para ficar. Não é necessário que uma diminua a outra; Pelo contrário, eles formam um complemento perfeito. Entenda os benefícios de cada terapia alternativa neste guia exclusivo do Naturopatia News.

Terapia Naturista (Holística) 

Traduz-se naturopatia como sendo a prevenção e o combate aos desequilíbrios físicos e mentais e a manutenção da saúde por meio de recursos naturais e tecnológicos eficazes, atóxicos e não agressivos, tais como: desintoxicação orgânica, remédios botânicos (fitoterapia), suplementação nutricional (fibras, vitaminas, minerais, enzimas, aminoácidos etc.), acupuntura, vida não sedentária, yoga, exercícios psicofísicos e respiratórios com finalidades terapêuticas e ortopédicas, massagens terapêuticas, hidroterapia, homeopatia, aconselhamento e modificação do estilo de vida, etc. Também abrange a terapêutica de prevenção do envelhecimento e tratamentos estéticos. Os recursos são os mais variados possíveis. Além dos já citados pode-se  indicar uma alimentação mais natural, exposição à luz do sol, quiropraxia, shiatsu, reiki, meditação, enfim são muitos recursos e cabe a cada terapeuta escolher seus métodos. Os terapeutas naturistas pela diversidade de abordagem seriam como “clínicos gerais” da naturopatia, pois sua prática integra corpo, mente, emoções e espírito.

As chamadas “terapias alternativas” são aplicadas pelo Terapeuta Naturista (Holístico), que procede ao estudo e à análise do cliente , realizados sempre sob o paradigma holístico, cuja abordagem leva em consideração os aspectos sócio-

somato-psíquicos. Cada caso é considerado único e deve-se dispor dos mais variados métodos, para possibilitar a opção por aqueles com os quais o cliente tenha maior afinidade, promovendo a otimização da qualidade de vida, estabelecendo um processo interativo com seu cliente, levando este ao autoconhecimento e a mudanças em várias áreas, sendo as mais comuns: na elaboração da realidade e/ou preocupações com a mesma, incremento na capacidade de ser bem estar nas situações da vida (aumento máximo das oportunidades e minimização das condições adversas), além de conhecimento e habilidade para tomada de decisão.

Avalia os desequilíbrios energéticos, suas predisposições e possíveis consequências, além de promover a catalização da tendência natural ao auto-equilíbrio, facilitando-a pela aplicação de uma somatória de terapêuticas “alternativas” de abordagem holística, com o objetivo de propor mudança da desarmonia em harmonia e autoconhecimento.

Fontes

  1. http://www.abmpdf.com/terapeuta_holistico.html
  2. http://www2.uol.com.br/vyaestelar/naturopatia.htm

Terapia Ortomolecular (Oligoterapia) 

A Terapia Ortomolecular, também conhecida como Oligoterapia, nasceu da pesquisa realizada pelos franceses Jacques Ménétriér e Gabriel Bertrand na década de 1940 para compreender as origens de desequilíbrios metabólicos em nosso organismo que contribuem para um estado de desarmonia nos sistemas físico, mental e emocional, gerando vários sintomas como apatia, depressão, desânimo, ansiedade, nervosismo, dificuldade para emagrecer, insônia, entre outros que não são detectados em exames laboratoriais, porém comprometem consideravelmente a qualidade de vida de quem apresenta esse quadro, podendo levar à graves estados patológicos quando não tratados corretamente.

O Tratamento com a Terapia Ortomolecular (Oligoterapia) difere totalmente da área médica, pois como uma prática não médica e sim terapêutica, não utiliza nenhum procedimento invasivo ou exame laboratorial. O terapeuta, através de uma pesquisa minuciosa com o cliente (anamnese), ao investigar a somatória dos sintomas (mapeamento), detecta quais são os desequilíbrios e carências minerais e por meio de técnicas de ionização, bandagens e procedimentos específicos da Ortomolecular, equilibra os mesmos, nutrindo assim as deficiências do cliente, e utilizando uma  linha terapêutica através de minerais como Cobre, zinco, magnésio, etc… em doses muito pequenas (da ordem de microgramas), chamados de Oligoelementos, por absorção sublingual ou pela pele, atuarão não por ação ponderal ou reposição de carências, mas sim por uma ação de retorno ao equilíbrio (Homeostase) dos sistemas catalíticos ou enzimáticos, nos quais esses minerais estão envolvidos, para que o cliente obtenha uma vida saudável e com bem estar.

A Ortomolecular (Oligoterapia) é considerada uma terapia muito eficaz  pelo fato dos oligoelementos serem administrados de forma transdérmica (colocados ou ionizados pela pele) e desta forma não sofrerem a interferência dos ácidos internos.  Os íons entram através da pele já interagindo e  isso ocorre graças à ajuda do EDTA, que em quantidades adequadas, funciona como veículo de penetração e como quelante. Essa penetração dos íons através da pele pode ser potencializada com a ajuda de correntes iônicas, conseguidas por meio de aparelhos de ionização específicos para a prática da Oligoterapia.

É importante salientar que essa terapia é extremamente natural e segura, não oferecendo nenhum risco ou efeito colateral.

Fonte : http://www.ahau.org/terapias/terapia-ortomolecular/

Meditação 

A meditação é um recurso terapêutico que serve para equilibrar o corpo e a mente seja focando na concentração ou na atenção plena (mindfulness). Dependendo do estilo da meditação pode ser recitado um mantra, que seria uma repetição de um som ou palavra para exercitar a concentração e atingir um grau mais elevado de consciência. Em resumo :

Meditação de Concentração : há a recitação de mantras (palavras para melhorar a saúde cerebral e a consciência

Meditação de Atenção Plena : Essa meditação tem o objetivo de focar nossa atenção no presente. Esse estilo de meditação trabalha o auto-conhecimento, enquanto a mente observa a si mesma. Jon Kabat-Zinn é o seu maior expoente e vem implantando essa escola de meditação em muitos hospitais ao redor do mundo. 

Homeopatia 

Homeopatia (do grego μοιος + πάθος transliterado hómoios – + páthos = “semelhante” + “doença”) é uma forma de terapia alternativa iniciada pelo alemão Samuel Hahnemann (17551843), quando em 1796 publica a sua primeira dissertação. Se baseia no princípio similia similibus curantur (semelhante pelo semelhante se cura), ou seja, o tratamento se dá a partir da diluição e dinamização da mesma substância que produz o sintoma num indivíduo saudável.1 2 A homeopatia reconhece os sintomas como uma reação contra a doença. A doença é uma perturbação de uma energia vital e a homeopatia provoca o restabelecimento do equilíbrio. É o segundo sistema médico mais utilizado no mundo.

O tratamento homeopático consiste em fornecer a um paciente sintomático doses extremamente diluídas de compostos que são tidos como causas em pessoas saudáveis dos sintomas que pretendem contrariar, mas supostamente potencializados através de técnicas de diluição, dinamização e sucussão que liberariam energia.2 Desse modo, o sistema de cura natural da pessoa seria estimulado a estabelecer uma reação de restauração da saúde por suas próprias forças, de dentro para fora.9 Este tratamento seria para a pessoa como um todo e não somente para a doença.2 10 11

A preparação homeopática dos medicamentos segue uma técnica própria que consiste em diluições infinitesimais seguidas desucussões rítmicas, ou seja: mistura-se uma pequena quantidade de uma substância específica em muita água e/ou álcool e agita-se bastante. A tese é de que essa técnica “desperte” as propriedades latentes da substância. Isso é chamado de “dinamização” ou “potencialização” do medicamento.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Homeopatia  

Terapias Manuais

Osteopatia

É um sistema autónomo de cuidados de saúde primário, que se baseia no diagnóstico diferencial, bem como no tratamento de várias patologias, e prevenção da saúde, sem o recurso a fármacos ou cirurgia. A Osteopatia enfatiza a sua ação centrada na pessoa, ao invés do sistema convencional centrado na doença. A profissão de Osteopata é uma profissão de saúde distinta, com uma formação académica superior e treino clínico especificos. A Osteopatia utiliza várias técnicas terapêuticas manuais, entre elas a da manipulação do sistema musculo-esquelético (ossos, músculos e, articulações) para ajudar no tratamento de doenças.1 2 Foi criada inicialmente por Andrew Taylor Still3

A Osteopatia foi criada pelo médico americano Andrew Taylor Still em meados da guerra civil americana nos finais do séc. XIX. Foi através da observação e investigação que fez uma correlação entre as patologias e a sua manifestações físicas.

É considerada uma das disciplinas da medicina alternativa, ou terapêutica não convencional, uma vez que seus princípios filosóficos são diferentes dos da medicina convencional. Os tratamentos usam uma abordagem holística da saúde, considerando que a capacidade de recuperação do corpo pode ser aumentada pela estimulação das articulações.1 Na prática, os tratamentos da osteopatia estão enfocados em dores nas costas, pescoço e demais articulações.

De acordo com o General Osteopathic Council (Ordem de Osteopatas do Reino Unido):

A Osteopatia é um sistema estabelecido e reconhecido de diagnóstico e tratamento que tem como ênfase principal a integridade estrutural e funcional do corpo. É distinta no facto que reconhece que a maior parte da dor e incapacidade que sentimos advém de disfunções da estrutura corporal, assim como lesões provocadas pela doença.

Referências

  1. ↑ Ir para:a b What is Osteopathy?. Health News 30 Nov. 2008 [1]
  2. Ir para cima↑ Osteopatia – Manipulação para colocar o corpo no lugar
  3. Ir para cima↑ Osteopatia. pag. 16

Fonte : http://pt.wikipedia.org/wiki/Osteopatia

Quiropraxia

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnostico, tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações.

Os conceitos e os princípios que distinguem e diferenciam a filosofia da Quiropraxia de outras profissões de saúde são de grande importância para a maioria dos quiropraxistas e influenciam profundamente a atitude e a abordagem destes em relação à atenção à saúde.

A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, e a função, especialmente coordenadas pelo sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde.

Hipoteticamente, conseqüências neurofisiológicas significativas podem ocorrer como resultado de distúrbios funcionais mecânicos da coluna vertebral, descritos pelos quiropraxistas através do termo subluxação ou complexo de subluxação.

O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Causas e conseqüências biopsicossociais também são fatores significativos na abordagem do paciente.

Fonte

  1. http://www.quiropraxia.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=35&Itemid=90

 Massagem

É a terapia de aplicar força ou vibração sobre tecidos macios do corpo, incluindo músculos, tecidos conectivos, tendões, ligamentos e articulações para estimular a circulação, a mobilidade e a elasticidade.

Durante uma massagem, um terapeuta manipula os tecidos moles do seu corpo usando as pontas dos dedos, as mãos e os punhos.Essa terapia pode ser feita por vários tipos de profissionais de saúde, como um massoterapeuta, fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional. Há vários tipos de massagem, e eles são aplicados numa diversidade de ambientes. Por ser uma forma de terapia, também pode ser conhecida como massoterapia. Pode ser aplicada a partes do corpo ou continuamente a todo o corpo, para curar traumas físicos, aliviar stress psicológico, controlar a dor, melhorar a circulação e aliviar tensão. Quando a massagem é utilizada para benefícios físicos e mentais, ela pode ser chamada de “Terapia de Massagem Terapêutica”.

Fontes

  1. http://www.saudeintegral.com/guia/massagem
  2. Livro de Medicina Alternativa – Clinica Mayo

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Corpo, Guia de Terapias Naturais e Alternativas - Corpo com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s